Quem se beneficia com a economia colaborativa: conheça as principais vantagens

Você conhece a economia colaborativa e quais são benefícios para o País em que é implementada? Confira a seguir tudo sobre esse modelo econômico!

Às vezes até entendemos sobre o assunto, mas não associamos o nosso conhecimento ao termo. Se você nunca ouviu falar sobre a economia colaborativa, não se preocupe! Nós temos a certeza de que esse modelo econômico já faz parte da sua vida de algum modo.

Conheça mais sobre esse modelo econômico e quais são os principais benefícios dessa modalidade. Além disso, você vai ver os maiores exemplos da economia colaborativa, uma vez que funcionam perfeitamente e que estão presente no dia a dia da maioria das pessoas que trabalham no setor econômico do Brasil.

quem se beneficia com a economia colaborativa

O que é a economia colaborativa?

A economia colaborativa é um novo modelo econômico, a qual procura desenvolver alternativas mais conscientes e sustentáveis, a fim de reduzir os impactos negativos ao meio ambiente – os quais são causados pelas ações dos seres humanos.

O termo “economia colaborativa” não é tão inovador assim. Antigamente, ao invés de compras, as transações eram feitas por meio de trocas de produtos e ou/serviços. Tal prática foi perdida com o passar dos anos.

Hoje em dia, a ideia desse modelo está voltando a ser utilizada. Produtos e serviços são comercializados ao invés de vendidos. Por exemplo, se você quer andar de bicicleta em um dia ensolarado, você não precisa comprar uma, apenas alugue-a diretamente com a empresa fornecedora.

O objetivo desse modelo econômico não é apenas economizar, mas também está fortemente relacionado à promoção de hábitos mais sustentáveis.

Foi realizado um estudo pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em conjunto com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), onde 800 brasileiros foram entrevistados: 98% do público avaliado para o estudo disse enxergar vantagens no modelo da economia colaborativa.

Entre os principais fatores indicados como vantagens desse modelo econômico, tem-se a economia de dinheiro em primeiro lugar – com 45%. Evitar desperdícios desnecessários, reduzir o consumo excessivo e poupar recursos naturais também foram questões apontadas ao longo do estudo.

Quem se beneficia com a economia colaborativa?

A economia colaborativa traz diversos benefícios para todos os consumidores e, até mesmos, para os empresários. Além disso, ajuda a reduzir os impactos negativos das ações antropológicas no meio ambiente.

A seguir, conheça alguns dos principais benefícios da economia colaborativa:

  • Fortalecimento do compromisso social: um dos principais pilares desse modelo econômico é a sustentabilidade em conjunto com a responsabilidade social. As empresas, ao aderirem tal modelo, conseguem fortalecer o seu compromisso com diferentes causas relacionadas aos dois temas citados acima. O aluguel de bicicletas, como comentado na seção anterior, é um ótimo exemplo disso.
  • Economia financeira: tanto os consumidores quanto as empresas acabam reduzindo os seus gastos. Caronas compartilhadas e aluguel de equipamentos podem exemplificar isso – ambos os lados acabam economizando financeiramente diante dessas situações.
  • Utilização da tecnologia virtual como diferencial: com o aumento dos produtos e serviços comercializados, a utilização da internet e dos smartphones ajudaram a criar um terreno bastante fértil para esse modelo econômico. A economia colaborativa pode facilitar a entrada de diversas empresas no meio virtual, ajudando-as a se destacarem das demais companhias através de um diferencial competitivo tecnológico.
  • Ajuda a aumentar a networking das empresas: tal modelo econômico integra diversos profissionais, incluindo organizações e agentes externos. Abre-se uma porta para a internacionalização do seu negócio.

Principais exemplos de sucesso da economia colaborativa

Existem incontáveis sucessos de economia colaborativa que foram implementados no mundo. Por isso, separam os três maiores cases para você analisar. Confira mais a seguir!

Uber

Um dos maiores exemplos desse modelo econômico, a Uber é uma empresa que revolucionou o mercado – embora não seja a única nessa categoria. A plataforma oferece serviços de transporte com preços mais acessíveis, funcionando como um meio termo entre os táxis e os transportes públicos.

Airbnb

A companhia de estadia é outro ótimo exemplo da economia colaborativa. Na plataforma do Airbnb, você pode alugar quartos e casas por preços razoavelmente mais interessantes, principalmente quando o serviço é comparado ao de hotéis e pousadas.

Itaú Bike & Enjoei

As bicicletas do Itaú também são ótimas para explicar o modelo de economia colaborativa. Você pode realizar um plano mensal e ter acesso liberado as bikes ou simplesmente pagar apenas pelo dia em que deseja andar. Outras plataformas, como Enjoei, também se enquadram nesse modelo econômico, uma vez que vendem produtos já utilizados por outras pessoas, mas que ainda se encontram em ótimo estado. É uma espécie de brechó online.

Recent posts

Menu

Pages